Arquivo para maio, 2011

Bangu Water Planet!

A internet jamais será a mesma depois da TekPix. Com a disseminação desta máquina digital que é filmadora, webcam, chapinha, forno de microondas, porta cartão transporte do metro e mini churrasqueira para espetinho de gato, o mundo pode ver o que todos duvidavam: a felicidade de um pobre.

Por décadas, achava-se que a diversão do pobre era ver Faustão no domingo com toda a família reunida, fornicar e fazer 3451 filhos e sofrer de dores do “estomigo”, “bucho” e “testino preso”. A casa caiu, quem assiste o Fausto é você que tweeta durante o domingo, enquanto que eles, os pobres, divertem-se num mundo mágico, regado de cerveja, boa música, mulheres e homens bonitos. Esse mundo mágico, onde todos são felizes é o Bangu Water Planet! Assista e fique com a cara na poeira. Quem é o pobre desgraçado agora?

E cuidado ao jogar inveja neles, eles jogam um tsunami em você. Essa onda só não vai te matar, porque a Ericleidi não aguenta, ó lá:

E aí, conhece um lugar tão mágico quanto o Bangu Water Planet?

Um super BjoMeChupa,

@PirulitodBanana

O que é bom a gente desenterra #2

O twitter não estava falando de nenhum single da Lady Gaga nos trends da quinta feira, 19 de maio, Ragatanga foi um dos maiores sucessos do Rouge, banda formada no reality show PopStar do SBT e que fez sucesso no Brasil entre 2003 e 2005. O refrão foi por diversas vezes acusado de ser um verso satânico, se era mesmo, jamais saberemos, mas todo mundo que o ouve fica possuído pelo ritmo. O cd do Rouge todo trabalhado no glitter foi o sonho de consumo das meninas e das bee mirins da época. E aí, você ainda lembra a coreografia?

Na segunda edição do PopStar, foi a vez do SBT formar uma boyband. Assim como Rouge, Broz estourou nas rádios de todo o país, e assim como as meninas, a banda desapareceu rapidamente. Prometida foi o single de maior sucesso dos garotos.

E depois de matar as saudades de Rouge e Broz, qual é o próximo item que devemos desenterrar?

Um super BjoMeChupa,

@Pirulitodbanana

No sofá com o Pirulito: @agorajafalei

O Pirulito de Banana recebe hoje em seu sofá um dos perfis mais divertidos da web. Sem nunca “arregar” temendo retaliações ou comentários, o @agorajafalei, é um dos últimos perfis a manterem o bom e velho humor vivo, sem falso moralismo ou apelação pela falta de criatividade. Independente se você goste, ache graça ou o xingue, o Agora Já Falei tweeta o que pensa, e é por isso que ele tem conquistado seus seguidores e se firmado entre os perfis de maior  relevância da rede. Confira agora o que rolou em nosso papo.

bebida liberada

Como surgiu o @agorajafalei e qual o estilo seguido por você no twitter?

Surgiu pela necessidade de escrever o que eu pensava. Fazia isso no meu perfil pessoal, mas nunca teve tanta relevância quanto um personagem. Foi uma ideia que surgiu a partir de uma hashtag que eu tinha lido no twitter: #prontofalei. Curti e criei um personagem que fala o que, muitas vezes, a galera não tem coragem.

Não gosto de dizer que sigo um estilo, eu falo o que penso e isso, as vezes, é engraçado ou não, é inteligente ou não, faz sentido, ou não. Muitos gostam, mas muitos xingam.

Em sua bio você afirma que o mundo não é para os moralistas, porém, é crescente o número de pessoas que querem moralizar o humor, a vida, o twitter e bla bla bla. Qual o problema dessa gente?

Vou resumir: falta de um sexo bem gostoso.

Agora até rir de quem peidou pode ser considerado bullying e preconceito. O que é bullying para você? Existe o humor politicamente correto?

Quando vem com agressão física, se torna bullying. Sempre soube rir de mim. Quando eu estava no colégio era magrelo, tinha o cabelo grande, estudava pra caramba e curtia rock. Era muito zoado, mas eu sempre soube zoar também. Fiz muitas amizades por ser bem humorado e não me estressar com as provocações. Pra mim, se a ofensa não vier com agressão física, não é bullying é falta de capacidade de rir de si e se defender.

Sobre o humor “politicamente correto” isso não existe e jamais irá existir. Se é humor, é por que você está rindo de alguém, algo ou situação. Então, por mais que a piada seja branda, é piada/gozação. Então como ter um humor “politicamente correto” se você está sendo incorreto?

Você é um dos personagens mais divertidos do Bebida Liberada, conta um pouco para nós sobre a sua participação neste projeto.

Sou um dos fundadores e idealizadores da ideia. Começamos, eu e o Mussum Alive, escrevendo para um blog de um amigo, Scafanbrando, onde tínhamos uma coluna semanal. Isso há mais de 2 anos. Daí surgiu a ideia de criarmos um blog onde pudéssemos aumentar a capacidade de caracteres do twitter. A ideia inicial foi do Mussum (Leandro) e, a partir dela, começamos a chamar os perfis que, naquela época, estavam fazendo humor.

Bom, eu acho que foi uma ideia inovadora, pois lá colocamos textos criados e não traduzidos (o que está muito em alta, inclusive) e abrimos espaço para quem tiver um bom texto, sempre. O Bebida Liberada é bem eclético e totalmente aberto à quem quer se divulgar e mostrar um bom trabalho.

Qual a maior polêmica que o @agorajafei se envolveu ou causou?

Antes, eu era bem polêmico e gostava de dar minhas opiniões sobre política, bandas coloridas, subcelebridades, bbbs e coisas que o povo idolatrava. Só que uma hora cansa bater na mesma tecla e tentar abrir os olhos da galera. Infelizmente tem muita gente que ama ou idolatra alguém só pelo fato desse alguém aparecer na mídia.

Eu acho que idolatramos aquilo que achamos ser melhor que a gente. Se você acha uma subcelebridade melhor que você, tem que rever seus conceitos.

Você está no twitter a um tempão, já viu celebridades surgirem e sumirem na rede, nesse tempo o que você acha que mudou na rede após seu “boom” no Brasil?

Estou no twitter há quase 2 anos e vi muita gente boa não se dando bem e muita gente ruim se dando bem. Acho que se alguém some é por que não soube criar uma boa base pra poder se estabelecer. Sigo muita gente boa que não teve oportunidade e vejo que a galera segue algumas “celebridades” só pelo fato de terem muitos seguidores.

Quantidade nem sempre é qualidade e vice-versa.

Esse “boom” criou um novo conceito na busca da informação. O twitter acaba sendo uma ferramenta muito mais rápida e dinâmica que qualquer outro tipo de mídia. Tanto que os portais acabaram investindo nisso.

Entro no twitter e já fico sabendo sobre o que aconteceu. Rápido, dinâmico e engraçado, ou seja, genial.

Além do twitter e do Bebida, onde te encontramos na web?

Tenho um facebook  e um blog pessoal que ainda está parado, mas vou atualizá-lo e será minha fonte de divulgação dos meus vídeos. Sim, vou fazer uns vídeos sobre alguns temas polêmicos. Pra variar.

Tô sempre indo nos shows de stand up dos meus amigos. Quase todas as quintas no Humor de Salto Alto das amigas Criss Paiva e Micheli Machado.

Vamos às rapidinhas, responda rápido sem pensar muito ok!

Nome e idade: Nelson Junior (Junior, por favor) 27 anos
Cidade: São Paulo – SP
Um sonho: Tentar realizar todas as minha vontades
Um lugar: Qualquer um que tenha boa companhia
Pobre pra você: Quem acha que o dinheiro é melhor que o caráter.
Deus pra você: O causador de tudo o que está acontecendo na minha vida. Bom ou ruim.
Um site: bebidaliberada.com.br
Um homem: Clichê, mas o meu pai.
Uma mulher: Novamente clichê, minha mãe.
Você em uma palavra: Honesto
Melhor sexo feito: Todos, não faço só por fazer.
Um RT: “Se a vida fosse uma caixa de bombons, a minha viria faltando o talento e o prestígio” (frase minha)
O que te faz dar follow e unfollow no twitter: Follow: boas idéias e interação comigo. Unfollow: Moralismo ou falta de caráter.
Uma indicação: @mussumalive, meu irmão preto.
Sua mensagem aos tweeteiros do Brasil: Aprendam a dar risada de si. Os inteligentes fazem isso.
Em quem você daria um BjoMeChupa? @aliceumbrella e não daria, estou dando!

E como é de nossos costume para terminar, qual a pergunta que você sempre sonhou em responder e que resposta daria?

O que você acha da vida?

Acho que cada um deveria cuidar da sua e o mundo seria mais feliz.

Júnior, muito obrigado pelo bate papo. Continue sempre com sua criatividade falando tudo, pois é disso que a gente gosta. Sucesso na caminhada!

————————————————————————————————————————-

O que acharam do nosso entrevistado? Não esqueçam de comentar a entrevista e de deixar a sua dica de quem deve ser o próximo a se sentar “No Sofá com o Pirulito”.

Um super BjoMeChupa

@PirulitodBanana

O que é bom a gente desenterra #1

Em nossa primeira edição do “o que é bom a gente desenterra” resolvemos vasculhar os arquivos da rainha da vergonha alheia de sábado a tarde dos baixinhos para relembrar alguns dos sucessos internacionais que passaram pelos palcos dos programas da Xuxa.

1 – Corona cantando The Rhythm of the Night no Xuxa Park Hits: (dê close nos passinhos da Xuxa e treine pra buatchy, são super atuais)

2 – Xuxa entrevista  Mariah Carey antes dos 100 quilos:

3 – Xuxa entrevista MADONNA:

4 – E para terminar, Edson Cordeiro e dois Gogo boys cantam Macho Man, You meke me feel e It’s rainning man. A atração é nacional e a qualidade do vídeo não é boa, mas eu ri das bees enlouquecidas na plateia.

Gostaram da seleção? Deixe seu comentário e sua sugestão para a próxima edição do “o que é bom a gente desenterra”.

@PirulitodBanana

Luan Santana dá vexame ao cantar o hino

No último final de semana, além do Osama Bin Laden morrer, ocorreu a edição da Indy 300 São Paulo. A prova, que devido a problemas com as chuvas, foi remarcada para esta segunda feira teve um fato um peculiar: Luan Santana foi o convidado para cantar o hino nacional.

O show de vergonha alheia começou nessa intrigante mistura de sertanejo com automobilismo e no questionamento: será que o menino dá conta da capela? E pelo que vimos não deu. Ao ser anunciado, nosso vesgo delícia astro subiu ao palco aos gritos histéricos da arquibancada que entoava: LUAN VIAAADO “Luan eu vim aqui só pra te ver”! Driblando a pressão, ele deu um show de interpretação. Suas caras e bocas foram dignas de uma desinteria das bravas um oscar por tamanha emoção e sua afinação, bom vejam vocês mesmos:

Não temos nem palavras para expressar nossos sentimentos após esta apresentação, mas acho que este vídeo que encontramos define tudo:

AI QUE SAUDADES DA VANUSA!

Um super BjoMeChupa,

@Pirulitodbanana

Estamos de volta!

Depois de merecidas férias, ou de um período de pura preguiça mesmo, o Pirulito de Banana volta as atividades de seu blog repleto de novidades! Além do novo layout, novas categorias passarão a fazer parte da nossa pauta de posts, conheça-as:

Humor de Segunda: O bom e velho humor de segunda categoria, politicamente incorreto está de volta numa era onde rir do peidinho do amigo é sinal de bullying, afinal é de polêmica que a gente gosta!

O que é bom a gente desenterra: O que seria da nossa Luisa Marilac se alguém não desenterrasse seu vídeo de 2010? Quantos hits, baphos e tendências nos matam de saudades? Quanta coisa boa de verdade a gente tem para esfregar na cara dessa geração que acha que o Justin Bibier é o rei do pop? No “o que é bom a gente desenterra” nós iremos atrás de tudo aquilo que foi e ainda pode ser bapho!

“Conexão!”: A primeira websérie do blog do Pirulito de Banana! Uma trama repleta de mistérios, perigo e beijo na boca em 12 episódios.

De frente com o PB: o perfil detalhado de anônimos e famosos do twitter.

#Reflita: comportamento, relacionamento e redes sociais, bullying esses e outros temas que fazem parte do nosso dia a dia tratados da nossa maneira, com as nossas palavras.

Colunistas: Especialistas em diversos assuntos escrevendo especialmente para você, leitor do PB!

E não se preocupe, as categorias que já faziam sucesso, como o nosso quadro de entrevistas: “No sofá com o Pirulito” e o nosso “SAC do Pirulito” continuam.

Se jogue nas novidades e faça do Pirulito de Banana sua dose diária de diversão.

Um super BjoMeChupa,

@Pirulitodbanana.

Nuvem de tags

%d blogueiros gostam disto: