Arquivo para outubro, 2011

O que é o SIRI do novo iPhone 4S?

Na terça feira, 04 de outubro, a Apple lançou o novo iPhone 4S. O novo modelo da maçanzinha poderia simplesmente se chamar relacionamento ou vida, afinal era repleto de promessas e expectativas, mas acabou em frustração e quase nenhuma novidade.

Novidade de verdade é o SIRI, ou a SIRI, um voice control robusto capaz de fazer buscas em tempo real, abrir programas, executar tarefas e outras atividades através de comando de voz. Segundo a Apple, o SIRI é capaz de interpretar perguntas e respondê-las. Confira o vídeo de lançamento da ferramenta.

Para entender melhor o que é o SIRI, nada como as dicas dos tweeteiros. No início, todos estavam confusos:

@Alternat_ivo: eu jurava que #Siri tava nos TTbr por causa daquela loira burra que apresenta o Tv Fama.

@vinny4you: Que Siri e essa que esta nos TT’s??? É a do BBB????

Depois que o povo entende o que vai ser a ferramenta, veem os primeiros exemplos de uso:

@ibere: siri, minha mulher já está longe de casa? “sim sr.” por favor acesse redtube.com “ok sr. gostaria de fazer busca por ‘amadoras’ novamente?”

@pirulitodbanana: Mulher: SIRI blusa verde ou vermelha? SIRI: Preta, afinal você está acima do peso e precisa disfarçar.

E para terminar, também temos as previsões de como será o amanhã com o SIRI:

@_Nahn: No futuro o Siri sera meu único amigo.

@jonnyken: EGO: Claudia Leitte processa Apple por causa do SIRI – “Mandei tocar uma música minha e ele tocou Ivete”

A Apple informou ainda que o usuário que adquirir o iPhone 4S terá que assinar um termo onde isenta a Apple de ter que pagar por tratamentos psicológicos causados pelas respostas dadas à perguntas do tipo: “Estou gorda?”, “Minha roupa está combinando?” e “Ele me trai?”.

E vocês, como utilizarão esse novo recurso?

Um super BjoMeChupa,

@PirulitodBanana

Anúncios

Hedonismo!

Antes de começar esse post preciso explicar algo sobre mim. Eu sou fraca, com uma forte tendência ao comodismo, se algo me dá prazer e/ou me vem fácil eu difícilmente vou me negar a tê-lo.

A alguns anos assisti pela primeira vez o filme “O Libertino” com Jhonny Deep, e fui apresentada ao termo ‘hedonismo’, que para mim se resume em ‘o prazer pelo prazer’, meus heróis na ficção e na vida real sempre tiveram o caráter do libertino, a intensidade em viver, a quebra de regras, tabus e o prazer próprio acima de tudo, talvez isso diga alguma coisa sobre mim, ou não,rs.

Com isso passei alguns anos da minha vida aproveitando tudo de bom que me era oferecido, todos os excessos e intensidades que estavam dentro da minha moral. Baladas, viagens, e tudo que poderia me fazer sentir feliz e satisfeita lá estava eu!

Acho que depois de alguns acontecimentos adiquiri certa espiritualidade,e  comecer a rever esse conceito de ‘prazer pelo prazer’, e depois de não querer mais nada, comecei a querer experiências que me modificassem, que me fizessem algo melhor do que era antes. E com esse espírito parti para Jericoacoara, que me passava a impressão de ser uma vila pacata, apesar da atratividade turística.

Muito me enganei, hedonismo é a palavra predominante na vila, aquele texto que diz que as coisas que você fizer na faculdade não fará mais na vida, entra em contradição em Jericoacoara, quando alguém vai para lá inevitavelmente experimenta coisas que nunca experimentou antes. Minha impressão é que com o contato com a beleza estonteante do lugar acabamos despertando nossas características mais primitivas, querendo explorar e extrapolar tudo.

Nos meus primeiros dias cometi todos os excessos, gula, luxúria, preguiça, tudo pela busca do prazer imediato e intenso. Festas todos os dias, bebidas, pessoas novas, experimentei todas as variáveis que a vila me oferecia, até perceber que eu estava me tornando uma versão pior do que a que eu estava fugindo, e decidi então tentar uma experiência mais profunda.

Mudei minha maneira de ver o mundo, de me relacionar com as pessoas, deixei de me importar com o que se tornou ‘fútil’, e claro que tive meus momentos de loucura e descontrole, mas até esses foram mais profundos e rodeados de pessoas que eu estou certa que fazem parte de minha vida.

Eu ainda não estou preparada para dividir com vocês essas experiências mais hedonistas, acho que preciso de um tempo, e um pouco de bajulação de vocês,rsrsrs. Mas eu acho que eu consegui atingir um prazer ainda maior, continua sendo apenas por senti-lo, mas ainda assim muito mais profundo.

Mas e para vocês, qual o maior prazer?

Nuvem de tags

%d blogueiros gostam disto: