Arquivo para abril, 2013

10 Músicas para fazer amor!

Semanalmente, o Pirulito de Banana contará com um convidado especial para elaborar uma playlist de dez músicas que não pode faltar em determinadas situações.  Nossa primeira convidada é a Giovana Spinelli, produtora, consultora e blogueira do Nina Rosa. Especialista em despertar a sedução e a auto estima em qualquer mulher, nossa perua de all star, foi convidada pelo PB para listar 10 músicas para fazer amor. E não estamos falando em fuder, transar depois da balada com um desconhecido ou uma rapidinha vira e dorme. Essas dez músicas foram selecionadas para que você crie um clima com o seu parceiro ou parceira, beije lentamente, saboreie cada parte do corpo e faça um amor gostoso.

Com vocês os 10 clássicos da música para namorar e fazer amor, por Giovana Spinelli.

1. Come back to bed – John Mayer

2. Love my soul – Cafe del Mar

3. Sex on fire – Kings of Leon

4. It’s a man’s man’s man’s world – Joss Stone

5. Glory box – Portishead

6. Seduction – Usher

7. Turn me on – Norah Jones

8. Cherish the day – Sade

9. Criminal – Fiona Apple

10. Moments in love – Art of noise

 

Agora basta você colocar essas músicas no seu smarthphone, comprar um bom vinho, umas velas comestíveis, flores, organizar um jantarzinho a dois e partir para o sexo.

O que achou da playlist? Faltou alguma música? Conte para nós nos comentário e não deixe de compartilhar nossa seleção nas redes sociais.

Um super BjoMeChupa,

@Pirulitodbanana!

Spotted: O Gossip Girl da vida real!

Depois de Bang with Friends e Grindr, chegou a hora das páginas Spotted chamarem nossa atenção e se tornarem assunto de qualquer lugar onde vamos, principalmente na faculdade.

Não sabe do que estou falando? Vem comigo que é sucesso!

tumblr_mhl92v7Yro1s4zq2io1_500

O spotted (traduzindo = flagrado) começou nos EUA quando um grupo de amigos se uniu para criar uma página no facebook em que poderiam postar mensagens anônimas sobre as pessoas que viam e achavam interessante no campus ou biblioteca da faculdade, mas tinham vergonha de chegar nela para conversar ou tentar algo. A ideia pegou de tal jeito que o sucesso foi imediato e invadiu as universidades brasileiras, se iniciando pela PUC-RJ.

Quem nunca esteve em um dos corredores da faculdade e viu aquele ser lindo passar e ficou com vontade de dar o maior parabéns? O spotted veio para nos ajuda com isso!

tumblr_mewdvzWfTG1rxa4z0

Com mensagens anônimas, as páginas funcionam como um “correio elegante” virtual e o conteúdo pode ser o mais variado possível (desde um ‘te quero’ até um ‘se liga’ para a pessoa sem noção da sua sala), só não vale ofender alunos, funcionários ou a própria instituição.

Segue alguns spotteds que encontramos:

makenzi pucrio ufrj unitau

A sua facul ou departamento tem Spotted? Você já apareceu em algum post? Compartilhe nos comentários com a gente!

tumblr_mkuqdw6qQ91s29fflo1_500

Por Augusto Araújo, colaborador do blog.

Augusto Araújo, ou Gu_Araujo pra os íntimos, é um futuro Relações Públicas, apaixonado por música, cultura e internet. “Posso ser a vítima, o vilão ou mocinho – tudo é uma questão de ponto de vista.”

LEIA TAMBÉM:

VASCULHE A VIDA DE ALGUÉM SÓ COM O ENDEREÇO DE E-MAIL!

Feliciano, Malafaia, Joelma e muito amor!

Feliciano, Malafaia, Joelma e muito amor! Nada melhor do que iniciar minha colaboração com o blog do Pirulito falando sobre estes cliches dos noticiários nacionais.  Desde a entrevista dada por Silas Malafaia a nossa querida Maria Gabriela, no “De frente com Gabi”, no SBT, dia 3 de fevereiro, fomos confrontados com uma enxurrada de comentários e ações que imaginei não existirem mais. Sério, sempre que acho que esse país está indo pra frente, que estamos chegando a uma situação onde as liberdades individuais são realmente respeitadas, vem um Malafaia da vida e VRAAAAAH na minha cara.

malafaia e gabi

Logo depois do maior amontoado de besteiras sobre genética e comportamento que a televisão brasileira presenciou, tivemos vídeos de especialistas em genética rebatendo o Malafaia, do Malafaia rebantendo os especialistas num círculo vicioso forevá!

Quando eu achei que a poeira estava começando a baixar vem a vida e mais uma vez VRAAAAH na minha cara, eis que surge, Marco Feliciano. Pastor da Igreja Assembleia de Deus que já era conhecido por declarações de cunho racista feat. homofóbicos no twitter.

Feliciano twitter

E como tudo que é abençoado sobe na vida, o deputado Marco Feliciano (que só representa o estado de São Paulo que o elegeu), aqui carinhosamente chamado de Felicianus, se tornou o presidente da comissão de direitos humanos da câmara de deputados. O mundo inteiro do Brasil resolveu reagir contra esse exú sem luz, e claro, que isso de nada adiantou.

 feliciano não me representa

Até Deus e a toda poderosa Dilma aderiram a campanha “Feliciano Não Nos Representa”.

deus-representa

Vale ressaltar que, de maneira alguma, o Marco Feliciano foi rechaçado da forma como foi por ser única e simplesmente Pastor, o que acontece é que ele não tem histórico de defesa dos direitos humanos, ao contrário, como provam suas declarações.

 E não foram apenas os “comuns” que protestaram contra ele, várias celebridades se posicionaram contra a postura do pastor-deputado, seguem:

tonico-pereira-e-ricardo-Blat-creditos-crsitina-granato

Tonico Pereira, o Mendonça d’A Grande Família, e Ricardo Blat

Bruno Gagliasso e Matheus Nastergale.

Bruno Gagliasso e Matheus Nastergale.

A maior atriz brasileira, Fernanda Montenegro com a também atriz Camila Amado.

A maior atriz brasileira, Fernanda Montenegro com a também atriz Camila Amado.

Além de Ney Matrogrosso e Mart’nália, conhecidamente homossexuais:

martinlia-ney

Os protestos não pararam, o Felicianus não saiu e tudo continua na mesma coisa, como sempre acontece nesse país.

O último episódio dessa onda de conservadorismo veio da nossa mui amada cantora Joelma, da Banda (apo)Calyps(e)o. Que até então era adorada por muitos gays de gosto duvidoso. Em entrevista a uma revista ela comparou homossexuais a drogas, afirmando que a cura de um era tão difícil quanto a de outro. A cantora tentou contornar a situação, dando diversas desculpas que só pioraram a situação. Boatos apontam que o marido da cantora, Chimbinha, também da banda, entrou em depressão depois das declarações da esposa, já que o número de shows e de patrocinadores caiu vertiginosamente. As marcas alegaram não querer vincular sua imagem a polêmicas. O filme que contaria a história da banda, inclusive, também foi cancelado ~eu acho é pouco~.

Joelma Calypso

E como as gay não perdoa, essa imagem da lymdha -not Joelma sem maquilagem depois de um show, circulou na internet depois das declarações da cantora.

No meio disso tudo a linda da Daniela Mercury assumiu seu relacionamento com a jornalista Malu Verçosa, dando um tapa de luvas na cara dos preconceituosos.

daniela1

E vai o recado:

daniela mercury

Enfim, o que as Joelmas, os Malafaias e os Felicianos da vida parecem, ou pelo menos fingem, não entender é que ninguém escolhe ser homossexual, existem vários fatores, tanto genéticos quanto sociais que levam uma pessoa a sê-lo e não existe cura para isso, afinal, a homossexualidade, assim como a bi, a hetero, a trans, NÃO SÃO DOENÇAS.

O que eles parecem não entender, também, é que os homossexuais não querem ter direitos a mais que os heterossexuais, eles querem ter apenas os MESMOS direitos. Um heterossexual não apanha por ser heterossexual, não sofre constrangimento, humilhações, um homossexual sim.

Os homossexuais não querem destruir a família “tradicional”, que já vem se desestruturando por suas próprias atitudes, como a traição, o desamor, a ignorância e a incompreensão (mas isso já é outro caso, outro assunto), os homossexuais querem apenas construir suas próprias famílias.

Joelmas, Malafaias e Felicianos da vida, ao usarem a Bíblia para legitimar seu preconceito, esquecem que a sociedade, há dois mil anos atrás, quando a Bíblia foi escrita, era uma sociedade totalmente diferente da atual. Se a sociedade não tivesse mudado durante esses 21 séculos que se passaram de lá para cá, pobres, negros e mulheres não teriam conquistado os direitos que hoje possuem, e assim é com os gays, que apenas lutam por seus direitos sem querer diminuir os direitos dos outros.

Jesus pregou uma mensagem de amor ao próximo, protegeu uma prostituta de ser apedrejada, e dentre tantas mensagens de amor, essas pessoas escolhem justamente aquelas que falam de ódio, ou melhor, que eles transformam em mensagens de ódio.

Muitos políticos propõem que essa questão seja levada ao voto público, mas com tantos posicionamentos contra a união civil igualitária, seria no mínimo incoerente submeter os direitos das minorias à vontade, muitas vezes tirana, da maioria. Num sociedade democrática, nunca direitos das minorias são votados pela maioria, pois cabe ao estado proteger as minorias e o bem comum.

Por fim, crer em Deus, e não crer (porque não?), ou crer no que quiser, não impede, em momento nenhum, defender o direito das minorias, para isso, basta crer no amor. VIVA O AMOR!

Um super BjoMeChupa,

Por Matheus Hermogenes, colaborador do blog.

Edição @pirulitodbanana.

[Textos de nossos colaboradores não expressam a opinião deste blog. ]

Review de The Place Beyond the pines!

Que tal começarmos assim: Ryan Gosling motoqueiro-tatuado-vagabundo-boy lixo-que-quer-se-redimir-perante-a-mulher-amada. Bradley Cooper (meu coração [e outras parte do corpo] é inteiramente seu) policial controverso que faria de tudo por uma promoção, até se tornar amigo-inimigo de Ryan Gosling.

Pronto, é só isso que vocês precisam saber sobre o filme.

Péra, não. Tem as imagens de Gosling sem camisa:

PLACE BEYOND THE PINES

E em detalhes:

tumblr_mispixAHqn1rhighzo1_500

Se você é do tipo “Aaaai, mas eu não assisto um filme por causa do ator e sim pela história.”, todos nós sabemos que você assiste pornô, então não vem com essa. Mas tudo bem, nós do PB vamos te dar uma colher de chá e contar a história (que agora sem brincadeirinhas, tem tudo para ser ótima) de “The Place Beyond the Pines”:

Ryan Gosling interpreta Luke, um motoqueiro que para ganhar a vida faz shows nos chamados “Globo da Morte” (não, não é o Zorra Toltal) em feiras itinerantes por Nova York. Leva uma vida de vagabundo casual até descobrir que sua ex-namorada Romina (Eva Mendes) (amo nomes latinos fictícios) teve um filho seu, agora com seis meses de idade. Vendo a oportunidade de ter realmente alguma coisa na vida ele volta a sua cidade natal (daí o nome do filme) para tentar consertar as coisas com Romina, mas quando chega lá não é recebido de braços abertos pela garçonete que diz que o boy lixo não tem como sustentar o filho.

E esse é o ponto chave do filme. Gosling temendo que seu filho cresça como ele cresceu, sem um pai por perto, decide assaltar bancos para ter como dar tudo do bom e do melhor para o bebê. Lógico, porque quando eu tenho que sustentar meu filho (mentira, não tenho um, mas trato minha futilidade como filho mimado J ) eu saio assaltando banco, porque é a coisa mais fácil do mundo. Enfim, Gosling encontra um “problema” pelo caminho, o que eu não chamaria tanto de problema, porque se um homem desse aparece na minha frente é mais um milagre do que problema, o policial Avery Cross (Bradley Cooper), ambicioso e que faria de tudo para ter uma promoção e o reconhecimento do seu pai, um ex-juíz, começa uma luta contra o crime e justamente contra Luke.

Mas o destino é uma coisa curiosa e a vida gosta de botar no nosso rabo só pra mostrar quem manda de verdade, e Avery e Luke se pegam numa trama policial de ambição, honestidade e culpa, que nos põe a ponto de pensar a te onde iríamos por quem amamos e pelos nossos ideias.

tumblr_mj9fvmmc0t1rhighzo1_500

O filme já tem sua página no facebook e tumblr e super indico as duas.

Confira também o trailler legendado e depois responda nos comentários se você gostou do novo look Garoto Xuxa versão hardcore sem tomar banho por 1 ano do Ryan Gosling.

Por Isabella Garcia, colaboradora do blog.

Eu posso mudar o mundo!

I’m back in the game people!!!
Para começar tudo, liga o som aí:

Enquanto escrevo esse texto, estou escutando essa música, que sempre me faz ter vontade de dançar, correr e mudar de vida, tudo ao mesmo tempo!

Mas vamos ao assunto do post, hoje vou propor um desafio a vocês:

Sair da caixa, quebrar a rotina, e por que não: Mudar o mundo?

Assisti finalmente “O menino do Pijama Listrado”, que mais uma vez, despertou minha obsessão por Hitler, como pode uma só pessoa ser capaz de incitar uma multidão contra um grupo ‘étnico’? Como pode um único ser humano ser o canal de um mal tão grande?  Não temos nenhum exemplo assim tão forte de nada parecido para o bem, não há um grande líder que tenha conseguido por seu poder de persuasão fazer as pessoas erradicarem a pobreza de uma região ou algo do gênero. Tenho duas teorias sem nenhum embasamento científico:

1. O ser humano tem mesmo em sua essência o mal, e é muito mais fácil convencê-lo com motivos egoístas.

2. O mal marca muito mais a história e não conseguimos enxergar a bondade se espalhando, com pessoas como Madre Teresa, Gandhi, entre outros.

O bem não acontece necessariamente em atos tão massivos como o genocídio, bombas nucleares, e essas loucuras todas. Nós temos sempre a impressão que a humanidade é ruim, pois o que nos marca na história é o mal, mas temos vários exemplos de bondade por aí.

A essa altura você já deve estar pensando que eu vou dizer para você largar sua vida e seguir com a legião da boa vontade, ou doar seu dinheiro para uma instituição com algum jogo de culpa e manipulação qualquer, mas não. Eu quero bem menos do que isso. Eu quero um mundo melhor, mas sem sacrifícios, pois isso deveria ser o natural.

Meu desafio, é sermos uma versão melhorada de nós mesmos. É fazer mais pelo mundo do que esperamos dele, sermos mais conscientes com nossas responsabilidades, mais responsáveis com os recursos, mais amáveis com o próximo, mais humanos. Ok, agora vocês estão pensando que surtei de vez, que além de trabalhar, estudar e fazer o diabo a quatro para da conta de tudo eu ainda quero que sejamos melhores em tudo isso, como se o que fizéssemos não fosse bom. Mas vocês sabem que esteja como estiver, podia estar melhor.
A ideia  é um desafio semanal, de inserir uma atividade no nosso cotidiano, que ajude o mundo a melhorar em alguma dimensão. E sabe como isso fica leve? Escolhendo algo que você goste. Seja dançar, cuidar de animais, de plantas, colecionar livros, tudo isso pode ser aproveitado. Até sorrir pela manhã e dar um bom dia a quem passar pelo teu caminho, mesmo que desconhecido, faz diferença. Uma frase que sempre me faz refletir e me encoraja a estas ações é que “quem faz o bem, não tem noção do bem que faz”, o que para você não é nada, pode ser a diferença na vida de uma pessoa. Você pode até não mudar o mundo, mas pode mudar o mundinho que há em volta de você.

Compartilhe esta ideia, conte para nós qual vai ser sua contribuição para que esse planetinha azul seja melhor, sorria!

Um super BjoMeChupa no coração de cada um de vocês,

Tudo é Rouge!

Depois de oito anos separadas as meninas do Rouge, Karin, Aline, Patrícia que agora é Lissah e Fantine se reuniram para lançar um novo single que faz parte do programa Fábrica de Estrelas do Multishow! Antes de ser lançada oficialmente no programa, o single dançante da única  girl band de sucesso do Brasil, “Tudo é Rouge” vazou na internet. 

Confira o novo sucesso do Rouge:

Gostaram?

Um super BjoMeChupa,

@PirulitodBanana

Uma poderosa se foi e outra está voltando.

Dia 8 de abril de 2013, faleceu Margareth Tatcher, a ex Primeira Ministra britânica, mais conhecida como a “Dama de Ferro”… ou Meryl Streep, caso você não tenha nenhuma noção histórica mais estava vivo durante o ano de 2012 e viu a diva-vinho de Hollywood levar o Oscar pra casa por sua performance sobre a vida da única Primeira Ministra e com o mandato mais longo da história britânica.

O Poderio de Tatcher era tão forte que o apelido “Dama de Ferro” foi dado pelo, nada mais nada menos, povo mais duro na queda: os russos (o tipo sanguíneo deles vai de Smirnoff à Kauffman). Tais atitudes chamaram tanta atenção que a arte decidiu imitar a vida mais uma vez, mas não só para o cinema. Tatcher aparece em clássicos como o musical “Billy Elliot” pela música de Elton John “Merry Christmas Maggie Thatcher”, nas telonas por meio de vários filmes, entre outros, “007 – Missão Ultra Secreta” (1981) e “Iron Lady” (2011), que garantiu o Oscar de Melhor Maquiagem e também inspirou o fotógrafo Terry Richardison a fazer um photoshoot com a modelo Georgia May Jagger pra Harper’s Bazzar:

dama de ferro

Se hoje a mulherada pode olhar para as governanças femininas e sentir que o mundo está cada vez mais nas mãos das mulheres, devemos agradecer à Dama de Ferro…

2 IL

 

3 IL

… E À MERYL STREEP! (todos tratando o estagiário da firma como macaco circense em homenagem, por favor.) (caso você seja estagiário como eu, você finalmente terá uma razão para ser feliz e não é nem o final de semana)

A CONTINUAÇÃO DE “O DIABO VESTE PRADA” TÁ CHEGANDO!!!

AAAAAAAAAAAAAAAA –pausa dramática -> faz carão -> An.dre.ah -> para carão -AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAH

diabo veste prada

O livro-sequência chega as lojas dia 4 de junho, após 10 anos do lançamento do primeiro, e o filme já está em fase de pré-produção, mas já tem sua imagem de promoção rolando pela internet.

Eu não consigo parar de chorar. É muita felicidade pra um só estagiário!

Eu não consigo parar de chorar. É muita felicidade pra um só estagiário!

A história se passa 8 anos após Andy se demitir da revista “Runway” e que agora é editora da revista de noivas “The Plunge” (achei meio incoerente porque Andy se demitiu pra falar sobre as “”notícias do mundo real””, daí vai, cospe pra cima, ordinária! Tá falando de moda de novo!) junto com sua ex-inimiga atual melhor amiga Emily (quem não ama Emily não tem capacidade de amar nada nesse mundo).

3 DVP

Mas calma, o climão não rola por aí. Como Andrea se fez de filha pródiga e voltou para o mundo da moda, é inevitável que o encontro com o Diabo aconteça. Sim, a personificação do demônio não é teu chefe, é –respirem- Miranda Priestly.

4 DVP

Agora é só começar a juntar todos os seus salários, a.k.a bolsa auxílio, parar de sair no final de semana, parar de comer (mas quando estiver perto de desmaiar comer um cubinho de queijo) pra comprar seu par de Prada e esperar linda na fila da livraria.

5 VDP

E já que você parou o que tava fazendo para ler esse post, deixe seu comentário sobre a minha estréia no blog do Pirulito. Melhor, seja a Andy dos blogs e de share desse texto em todas as suas redes sociais.

Um super Beijo Me Chupa,

Isabella Garcia.

ISABELLA GARCIA WHO?

A Isa é a mais nova colaboradora do blog do Pirulito de Banana! Ela é estudante de Relações Internacionais e Direito, graduada pela New York Film Academy em Filmmaking (cinema), hoje com 21 aninhos, carinha de 30 e mentalidade de 12. Cinéfila e bipolar nas horas vagas. Mentira, é bipolar sempre. Ama “xoxar” celebridades, “Se não tem, critique quem tem”. Não consegue gostar de filmes “conceituais”. Torra seu salário de estagiária em viagens e coisas inúteis, consequentemente está sempre quebrada. 

ISA WHY?

“A vida imita a ficção.” -QUEM DISSE, Sei lá. Mas é a mais pura verdade. Quem nunca passou um dia do colegial e olhou pr’aquela vagabunda popular da sala e pensou “Regina George” e quis acabar com o reinado dela? Pois bem, meus caros, por isso amo tanto o cinema e quis escrever sobre essa maravilha que nos faz chorar, gritar, filosofar e suspirar quando nos é apresentado obras primas como “Migic Mike”. A sétima arte é vida e a vida é um grande clichêzão.

Em nome dos leitores do Pirulito de Banana seja bem vinda Isa! Vinda longa e inúmeros posts se você for boa ou até logo se não prestar, rs.

No sofá com o Pirulito: Unidos contra o Indie!

O sofá do Jô já voltou às suas atividades para ajudar todos os brasileiros, que desprovidos de uma receita de rivotril, precisam de um empurrãozinho para pegar no sono. E para a alegria daqueles que querem polêmica, revelações e diversão está no ar a quarta temporada de entrevistas do Pirulito de Banana! Já recebemos neste sofá as figuras mais famosas do twitter e iniciamos nossa nova temporada expandindo nossas fronteiras e trazendo também os sucessos do Facebook e de toda a web para conversar conosco.

Eles são “tramzudos”, cheios de ousadia e alegria. Com Alexandre Frota como inspiração, eles deixam todos os virgens na pista chupando o dedo. Detonando com as bandas de nomes estranhos e exaltando ídolos da música nacional, recebemos hoje em nosso sofá o Victor, 20, criador da página  “Unidos contra o Indie“!

unidoscontraoindie

Victor, conta para nós como surgiu o “unidos contra o indie”?

A página surgiu quando eu estava de férias e de repente tive que fazer uma cirurgia, o que me deixou mutos dias em casa sozinho… Como eu sou uma pessoa muito inquieta, eu tenho sempre de estar fazendo alguma coisa. Como mente vazia é a oficina do diabo, tive a ideia de criar uma página tipo a “Unidos Contra o Rock”, só que voltada ao universo indie… e aí, como eu não tinha nada pra fazer mesmo, criei. Por algum motivo estranho (conspiração indie!!), a primeira página que criei acabou sendo deletada quando eu já tinha conseguido 200 likes em uma hora!! Mas felizmente consegui fazer de novo e é esta página que está até hoje!

Como surgem os posts da página? Tem mais moderadores?

Eu sempre gostei de zoar as coisas que eu gosto, sabe. Às vezes eu fico pensando “o que uma pessoa normal, extrovertida, alegre e transarina diria dessa banda esquisita pra caralho?” e daí surgem as ideias…. Fora eu, tem mais 3 pessoas na página: a Thaís, o Vinny e a Sherry.

Você acha que no tempo do Orkut as pessoas das redes sociais eram mais felizes?

Claro! A luta pelo topo nos depoimentos, as discussões nos fóruns, as pérolas, as comunidades engraçadas, os scraps coloridos…. tudo isso molda o cárater da pessoa! No orkut nos tínhamos como conhecer pessoas, a gente zoava muito, havia a verdadeira cultura brasileira malandra ali dentro! Hoje no Facebook só o que se tem é chorume, gente falando mal dos outros  etc. Inclusive, queria deixar aqui meu espaço para lamentar a morte do MSN que também foi sinal dessa época gloriosa…

Por que você acha que os indies querem ver o mal dos outros?

Por que eles não tranzam… por que eles não são felizes nem ousados nem alegres… por que eles só falam mal das músicas dos outros!! Eles não sabem curtir a vida, por isso querem cagar regra pra todo mundo!

Casal indie

Nós vemos por aí muitas garotas que usam roupas estranhas namorando os “garotos” indies. O que passa na cabeça delas?

ELAS NÃO SABEM O QUE É UM HOMEM DE VERDADE…. ESPERA SO ATE ME CONHECEREM RSS

O que você acha do funk e sertanejo?

Música muito boa que faz a galera dançar e se animar, ir pra pegação e beber…. Quem não gosta? Só não gosta quem é indie meu!! Enquanto os indie tão chorando, nós funkeiros estamos nos divertindo!

 

Tem gente que acha que quando você posta que “indie é viado” está sendo homofóbico. Que diz para essas pessoas?

Indies são diferentes de gays, viu? Indies não tem orientação sexual, até por que se tivessem não iam usar ela mesmo!! É como eu gosto de dizer, citando esse poema: “Homem com homem/mulher com mulher/pessoa com pessoa/tudo vale a pena/se a gozada não é pequena!”

Como um ‘tramzudo’ deve tratar uma mina?

Com muito amor e respeito, mas também com ousadia e alegria, por que as mulheres elas são a razão de viver de um tranzão! É abrir a porta do carro e do restaurante, dar um abraço, um beijinho na testa, um eu te amo.. e depois dar um puxão no cabelo, uma apertada na bunda e aqule beijo no pescoço que chega elas ficam “aiii que gostoso” (mas só quando ninguém tiver olhando viu gente? senão é crime!)

Tem muito indie que finge ser ‘tramzudo’ para fugir do preconceito. Como identificar esses ‘virjão’ no meio da galera?

Se ele não tiver aquele molejo, aquele corpo sarado, aquela pinta de conquistador, então tá fingindo! Só quem tem a lábia sabe!

banda úo

Vamos para as rapidinhas:

Nome e idade: Victor, 20

Cidade:  Natal

Um sonho: Uma sociedade livre, ousada e alegre

Um lugar: Minha cama (onde as gatas sempre vão)

Pobre pra você: pobre não, pessoa economicamente desfavorecida! vamos ser politicamente corretos, por favor! (risos)

Deus pra você: não sei

Um site: Twitter

Um homem: Sei lá, não tenho nenhum homem especial kkkk

Uma mulher: Minha mãe

Strokes pra você: não gosto muito, acho muito super estimado (sem ironia)

Alexandre Frota pra você: inspiração diária

Você em uma palavra: desocupado

Melhor sexo feito: no meu camaro amarelo

Uma página no facebook: O Pintinho

O que te faz dar um curtir: acho as tirinhas super criativas, é o tipo de humor que eu gostaria de fazer e que muita gente precisa conhecer

Uma indicação: a banda Talude, da minha cidade, eles fazem um trabalho muito bom! (não é só por que é minha kkkk) https://www.facebook.com/taludemusic

Em quem você daria um BjoMeChupa? Na minha namoradinha

67879_430191497068669_811242575_n

Para encerrar: qual a pergunta que você sempre sonhou em responder e que resposta daria?

“Peito ou bunda?”

R.: Caráter

Victor, muito obrigado pelo bate papo, sucesso e muito Mr. Catra feat Valeska para você!

E aí, curtiram a entrevista com o “Unidos contra o indie”? Deixe seu comentário e nos diga quem deve ser o próximo a sentar no sofá com o Pirulito!

E não esqueça de curtir nossa página no Facebook aí do lado.

Um super BjoMeChupa,

@Pirulitodbanana

CAMPANHA SENTA PRESIDENTA!

Nos ajude a convencer nossa Presidenta Dilma, Rainha das nação e diva das redes sociais, a sentar no nosso sofá para uma entrevista exclusiva. Mande um email para dilmabolada@gmail.com pedindo para ela sentar no sofá com pirulito!

Nostalgia!

Enfim completamos quatro anos de internet e quatro anos de existência nas redes sociais podem equivaler, sem exageros, a quatro décadas de história, afinal, nelas, as coisas acontecem numa velocidade absurda, como se fosse realidade paralela às nossas vidas offline. Quem lembra o que foi trend hoje de manhã? E o que foi trend a quatro anos atrás? Tomado de nostalgia pela data, resolvi fazer o download do que escrevi quando entrei no twitter para lembrar o que acontecia nos primórdios da rede social.

A primeira coisa que me veio à cabeça foi um sentimento de vergonha alheia, sobretudo pelas expressões e gírias que usava na época. “Colega”, “ahaza”, “se jogue” e mais um amontoado de bobagens permeavam os mais de 1000 tweets mensais. Nos trends topcis, deixamos pela primeira vez os americanos bolados, ao inserir por vários dias #USAwantsCalypso no topo mundial.  Ainda não existia nenhum vlogger famoso e os vídeos mais comentados nas redes eram Leona Assassina Vingativa e “Pedro, me dá o meu chip”.

A cara do twitter a quatro anos.

A cara do twitter em 2009.

Na época as pessoas possuíam dois Orkut  um santo e um de puta, e meses depois todos estariam pedindo convites para o “novo Orkut” que seria esquecido logo depois.  Além do fracasso do novo Orkut, acompanhamos o google errar com o “google wave” e vimos o “G+” fazer barulho de estreia e só. Nesse passado não tão distante, os revolucionários de sofá já colocavam nos trends mundiais o #ForaSarney, passaram-se quatro anos e ele continua lá. Não tínhamos instagram ou carregamento de foto diretamente no twitter, mas todo mundo (inclusive eu) possuía um twitpic para postar imagens. As meninas gostavam de meninos com cara de meninas e por isso os colírios da capricho eram febre na rede.

Outro comportamento estranho da época era a interação entre as pessoas. Todo mundo no twitter dava reply, debatia, trocava link, dava dicas. Hoje o que se vê é um bando de gente emitindo comentários aleatórios na luta por RTs e novos seguidores. Talvez essa interação tenha migrado para o facebook ou às pessoas deixaram mesmo de conversar e a internet virou um mar de estranhos felizes. Além de conversar pelo twitter, havia o “alô do pirulito” onde eu ligava para seguidores de todo o Brasil que me mandavam seus telefones.

Depois vieram as twitcams com cartas de seguidores lidas no programa  “Fala que eu te chupo”, foram quase 200 semanas no ar. O tempo passou, o respeito à diversidade de opiniões foi trocado pelo “engula o que eu to falando ou te deleto”. O facebook ganhou força, o twitter estagnou, o instagram e às páginas do facebook explodiram e a era do compartilhamento de vídeos tomou conta da internet. As redes, eu e você mudamos.

Hoje, além do blog e do twitter, temos três páginas no facebook: Pirulito de Banana, Diário de uma Gorda e novíssimo Boy de Aplicativo, um instagram e em breve teremos a estreia do nosso novo time de escritores. Que venham mais 4, 5, 10, 15 anos de compartilhamento, humor e muito BjoMeChupa!

@Pirulitodbanana

Nuvem de tags

%d blogueiros gostam disto: