Nostalgia!


Enfim completamos quatro anos de internet e quatro anos de existência nas redes sociais podem equivaler, sem exageros, a quatro décadas de história, afinal, nelas, as coisas acontecem numa velocidade absurda, como se fosse realidade paralela às nossas vidas offline. Quem lembra o que foi trend hoje de manhã? E o que foi trend a quatro anos atrás? Tomado de nostalgia pela data, resolvi fazer o download do que escrevi quando entrei no twitter para lembrar o que acontecia nos primórdios da rede social.

A primeira coisa que me veio à cabeça foi um sentimento de vergonha alheia, sobretudo pelas expressões e gírias que usava na época. “Colega”, “ahaza”, “se jogue” e mais um amontoado de bobagens permeavam os mais de 1000 tweets mensais. Nos trends topcis, deixamos pela primeira vez os americanos bolados, ao inserir por vários dias #USAwantsCalypso no topo mundial.  Ainda não existia nenhum vlogger famoso e os vídeos mais comentados nas redes eram Leona Assassina Vingativa e “Pedro, me dá o meu chip”.

A cara do twitter a quatro anos.

A cara do twitter em 2009.

Na época as pessoas possuíam dois Orkut  um santo e um de puta, e meses depois todos estariam pedindo convites para o “novo Orkut” que seria esquecido logo depois.  Além do fracasso do novo Orkut, acompanhamos o google errar com o “google wave” e vimos o “G+” fazer barulho de estreia e só. Nesse passado não tão distante, os revolucionários de sofá já colocavam nos trends mundiais o #ForaSarney, passaram-se quatro anos e ele continua lá. Não tínhamos instagram ou carregamento de foto diretamente no twitter, mas todo mundo (inclusive eu) possuía um twitpic para postar imagens. As meninas gostavam de meninos com cara de meninas e por isso os colírios da capricho eram febre na rede.

Outro comportamento estranho da época era a interação entre as pessoas. Todo mundo no twitter dava reply, debatia, trocava link, dava dicas. Hoje o que se vê é um bando de gente emitindo comentários aleatórios na luta por RTs e novos seguidores. Talvez essa interação tenha migrado para o facebook ou às pessoas deixaram mesmo de conversar e a internet virou um mar de estranhos felizes. Além de conversar pelo twitter, havia o “alô do pirulito” onde eu ligava para seguidores de todo o Brasil que me mandavam seus telefones.

Depois vieram as twitcams com cartas de seguidores lidas no programa  “Fala que eu te chupo”, foram quase 200 semanas no ar. O tempo passou, o respeito à diversidade de opiniões foi trocado pelo “engula o que eu to falando ou te deleto”. O facebook ganhou força, o twitter estagnou, o instagram e às páginas do facebook explodiram e a era do compartilhamento de vídeos tomou conta da internet. As redes, eu e você mudamos.

Hoje, além do blog e do twitter, temos três páginas no facebook: Pirulito de Banana, Diário de uma Gorda e novíssimo Boy de Aplicativo, um instagram e em breve teremos a estreia do nosso novo time de escritores. Que venham mais 4, 5, 10, 15 anos de compartilhamento, humor e muito BjoMeChupa!

@Pirulitodbanana

Comentários em: "Nostalgia!" (1)

  1. eu queriiia escrever pra você :(( sou das antigas e até já dei um Alô pro Pirulito! haha🙂

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Nuvem de tags

%d blogueiros gostam disto: