Arquivo para junho, 2013

Os 10 passos para a cura gay!

Enquanto a população estava  participando das manifestações em prol de um país mais justo, ético e solidário. A Comissão dos Direitos Humanos da Câmara dos Deputados, presidida pelo amado e querido Marcos Feliciano, aprovou o projeto de lei da cura gay. Nas redes sociais e nos protestos, a “cura gay” foi duramente criticada. Teve gente que até se exaltou, sem saber que a aprovação na comissão não torna o projeto lei, só o qualifica para ser avaliado em duas outras comissões antes de ser analisado no plenário da câmara, ou seja, resta esperança.

Nós do Pirulito de Banana resolvemos dar uma investigada, e para a alegria de uns e tristeza de outros, constatamos: a cura gay existe e o próprio Feliciano é resultado dessa terapia. Confira o tratamento que, em dez passos, promete devolver sua heterossexualidade e garantir uma enorme prole de netos para sua mãe.

marco feliciano, vanessão, cura gay

1. Deletando as divas do pop da playlist e esquecendo suas coreografias.

O primeiro passo rumo ao heterossexualismo conciste em fazer uma limpa em seu tablet, celular, mp3 e notebook. Nessa limpeza você deverá excluir todas as músicas de cantoras do pop internacional. Toda e qualquer cantora que você conheça e a chame de diva deverá ser excluída. Além de evitar ouvir essas músicas, você deve parar de assistir seus clipes, que podem conter corpos masculinos malhados que incentivam a promiscuidade. Você também não é uma gazela bailarina, portanto nada de decorar e fazer as coreografias dos singles. No lugar escute sertanejo, rock pesado, samba e um bom pagodinho, músicas ideais para conquistar uma pirigueti.

girl gone wild

2. Fale sempre no MASCULINO.

É muito comum nesse meio da promiscuidade os homens tratarem seus amigos passivos no feminino. Assumir sua masculinidade é algo que começa nas pequenas coisas, por isso, a partir de agora toda vez que você se referir a você e a outras pessoas que possuam um pênis utilize artigos e palavras no gênero masculino. Feminino agora só para quem tem a coisa que você mais gosta: ppka!

3. Evite alimentos com formatos sugestivos.

Na metade do tratamento, podem surgir crises de abstinências fortíssimas. Nessa fase evite o contato com alimentos como pepino, mandioca, cenoura, nabo e banana. O formato desses alimentos pode lembrar um pênis, e num ato de loucura causado pela crise você pode querer ingerir esses alimentos pelo buraco errado.

pepino no cu

4. Diga oi ao invés de olá.

Um homem jamais cumprimenta um brother com olá, pois soa muito feminino. Passe a utilizar dae, firmeza, tamo junto, oi em ocasiões mais formais, mas nunca solte um olá seguido de um sorrisinho oferecido.

5. Adote uma rotina de atleta.

Homem que é homem é másculo. Praticar esportes é bom para manter a mente longe de recaídas, além de lhe dar uma aparência mais masculina, reforçar tua pegada e diminuir seus traços delicados. Lembre-se: estão PROIBIDOS esportes que envolvam vestiários, volei ou que possuam um nome que lembre a viadagem como spinning, power jump, cooper e pilates. UFC também não é recomendado pois, as posições da luta são as mesmas do kama sutra gay, na dúvida puxe ferro e jogue um futeba. Só lembrando que roupa de academia é camiseta velha e shortão mostrando o volume da jeba, nada de lycra coladinha e tecido antitranspirante.

gay-gym

6. Trate seu lado espiritual.

Parte do processo de cura gay se dá também na vida espiritual das pessoas. Macumbaria, dispachos, inveja e maldições podem ter recaído sobre tua vida e é por isso que agora você está andando com uma pomba gira na cabeça. Participe de sessões de descarrego, cultos evangélicos e ore bastante para que sua vida seja liberta.

7. Mude seu guarda roupa.

Jogue fora calcinhas, camisas de gola V, roupas de marcas famosas, fashionistas e tendências internacionais. Hétero só usa uma roupa de gay/tendência depois de dois anos de lançamento. Use roupas largas, calças jeans, camisetas com borda de suor no suvaco (axila só gay e mulher que têm). Esqueça as combinações, os looks do dia e as revistas de como um homem deve se vestir. Cores claras ou berrantes também estão proibidas.

Jaqueta de couro

8. Abandone as buatchys.

Homem que é homem não vai pra buatchy, não sai para dançar, nem para curtir uma diva. A partir de agora você vai pra balada ou pra night para dar um cutuco nas minas e rever os parcero. Samba, pagodão e um bom sertanejo pra dançar roçando nas novinhas estão liberados. Beber drinks com os amigos está proibido, mas tomar uma breja com os parça está liberado.

9. Inicie um namoro com uma lésbica masculina.

Namorar uma lésbica masculina vai ajudá-lo no processo de transição de deixar de gostar de homens e passar a gostar de mulheres. A lésbica masculina parece um homem, só que tem periquita. Isso faz com que você se acostume com a presença de vaginas e seios na relação sexual. Caso você não encontre uma lésbica em processo de cura para namorar e um ajudar o outro, utilize o método 5 contra uma: inicie com cinco homens e uma mulher na cama, a cada encontro tire um homem até que sobre você e ela na fornicação.

19mmar2013---thammy-miranda-posa-para-a-revista-joyce-pascowitch-1363703386789_300x420

10. Se torne um pastor midiático e se candidate a deputado federal pelo PSC.

Se você conseguiu seguir os passos anteriores, já pode comemorar e sair pelo mundo dando o seu testemunho sobre o tratamento. Entre para uma igreja evangélica, tenha um programa de bençãos na televisão, filie-se ao PSC e, se tudo der certo, você poderá ser o sucessor do nosso querido e amado Marquinhos.

A cura gay é possível, basta querer. Marque uma festa de arromba para fazer sua despedida da vida de promiscuidade e venha se tratar. Se os médicos e psicólogos atestarem que seu estágio da doença está avançado e não tem reversão, daremos todo o apoio jurídico para que você consiga sua aposentadoria por invalidez no INSS.

Um super BjoMeChupa,

@PirulitodBanana

LEIA TAMBÉM:

CINEMA E O DIREITO DAS MINORIAS

9 “SINTOMAS” GAYS

E ESSA TAL DITADURA GAY?

FELICIANO, MALAFAIA, JOELMA E MUITO AMOR.

Trazemos seu amor (próprio) em três dias!

Hoje é dia de um novo começo, meu começo por aqui. Vou junto com o Pedro, dar dicas e conselhos de relacionamentos e pitacos na vida de vocês. Mas aí, vocês se perguntam, quem sou eu na buatchy para dar conselhos? Por isso, decidi que no primeiro post, vou me apresentar, e mostrar um pouco do meu país das maravilhas, dividindo também um pouquinho da minha vida para vocês darem palpite também!

Baseada no empirismo da minha vida, acabo de constatar a veracidade de uma das frases populares mais famosas -escrevo assim bonito porque a frase é meio chula, rs.

Já dizem os sábios que “amor de p… quando bate fica“, um blog bem famoso, que dava dicas de relacionamentos para mulheres, sempre citava o dito amor de p… e eu, sentia um certo distanciamento dessa realidade, pois mesmo minhas paixonites de uma via só, sempre surgiram de uma admiração que mesclava com o jeito de ser da pessoa. Até que eu conheci ‘ O Gigante do Ceará’.

Estava aproveitando o descanso e a vida boa nas minhas férias pelo litoral cearense e me divertindo com os amigos, fazendo festa, passeios, só alegria, mas queria um amor de verão, rs. Acabou que rolou um ‘só por uma noite’, e eu fui informada disso antes mesmo do oi, pois logo depois das apresentações fui avisada de que iria embora no dia seguinte. Ele é um espécime local, e vocês já devem ter escutado aquela lenda urbana sobre os dotes do povo daquela região, tudo verdade!

O ato como um todo foi incrível, o cara tem habilidades com todas as partes do corpo que interessam, mãos ágeis, boca ágil, e o resto…Ahhhh, o resto foi simplesmente surpreendente. Eu me senti querida, desejada, bonita, enfim tudo que uma mulher espera nessas horas, e que normalmente eu só consigo com um grau de intimidade, de conhecimento. Fui embora com aquela sensação boa, de paixonite instantânea, sabe?

Voltei para São Paulo com as melhores memórias possíveis, das férias em que eu tive meu primeiro “amor de pica”! Mas faço o que com esses suspiros? Com essa vontade de mandar mensagens? Com essa paixonite? Considerando essa distância e na verdade o fato de não conhecer o alvo da paixão de verdade?

Meu auto-conselho foi, seguir em frente, desencanar, isso só pode ser hormonal, rs. Pensando racionalmente, isso não tem porque ser mais do que foi. Já se passaram quase 20 dias, e eu ainda sonho, e imagino o reencontro com “O Gigante do Ceará”, mas sei que se passasse para a fase dois, ia acabar sendo uma porcaria, e deixaria de ser minha história fofinha de férias.

noiva_stressada

AHHH ESSAS MULHERES! Era para a Alice só se apresentar e falar que na sexta feira, dia 22/06, estreia aqui no blog do Pirulito de Banana o “Consultório Sentimental”, mas mulher não sabe ser objetiva, tem que dar voltas, contar a história do pinto gigante cearense, perguntar se a mãe tá boa e tudo mais logo na primeira apresentação. Enfim, ódio de gente que pega intimidade em menos de três minutos e já sai arreganhando a vida. Eu sou o Pedro e junto com a Alice estarei dando um choque de realidade nas pessoas que andam perdidas em seus relacionamentos, seja o relacionamento com os pais, irmãos, amigos, namorado, marido e coisas do gênero. Sou especialista em consertar a vida amorosa alheia, enquanto a minha, bom a minha não interessa a vocês neste momento. Acredito sim no amor, mas até agora não o vi, vejo gente que se acomoda e se acostuma com o outro, que empata a sua vida e a vida da pessoa “amada” em vez de partir para a felicidade. Sou racional demais, desconfiado demais, mas sou gente boa.

Juntos nós vamos tentar devolver o seu amor próprio em três dias,  comentando para cada situação relatada a visão feminina dada pela Alice e a versão masculina (e mais sensata) feita pelo Pedrão aqui! Para nos consultar basta você mandar sua história de amor mal resolvido, coração partido, depressão-pós-pé-na-bunda, amizade traída e etc etc etc pro e-mail  pirulitodebanana@gmail.com. O PB repassa sua história para nós e depois você vê o estrago que causaremos em sua vida aqui.

Um sincero beijo,

Pedro e Alice,

Alice e Pedro!

Donald: O novo rei do Pop

Justin Bibier? Psy? Lady Gaga? Não, nenhum deles e nenhum outro membro delícia teen de uma boyband qualquer é o novo Rei do Pop. Após a morte do Michael, esse posto está sendo ocupado por nada mais, nada menos do que o já famoso Pato Donald! Sei que você já deve estar se perguntando, mas como assim, o Pato Donald? Calma que eu explico!

Quem nunca, quando criança, riu com um amigo que sabia imitar a voz do Donald ou viu em algum programa de TV alguém metido a humorista fazendo graça com a voz do pato da Disney? Agora, já imaginou essa gente cantando os sucessos do mundo pop com a voz do Pato? O que antes era raro ou até mesmo impossível, agora é a coisa mais natural do mundo das internetes.

Como já era de esperar, o palco para essas apresentações do Pato da Disney é a timeline do facebook, onde tudo que é bom e inteligente [só que não] se viraliza na velocidade da luz. As versões musicais do Pato vão desde Bonde das Maravilhas até Beyoncé. Confira alguns desses ~sucessos~.

Show do Pato Donald

Quadradinho de Oito

Rolling in the deep

I knew you were trouble

O que você achou? Tem alguma música que você gostou e não colocamos aqui? Compartilhe com a gente!

Por Augusto Araújo,

edição @pirulitodbanana.

Nuvem de tags

%d blogueiros gostam disto: