Enquanto a população estava  participando das manifestações em prol de um país mais justo, ético e solidário. A Comissão dos Direitos Humanos da Câmara dos Deputados, presidida pelo amado e querido Marcos Feliciano, aprovou o projeto de lei da cura gay. Nas redes sociais e nos protestos, a “cura gay” foi duramente criticada. Teve gente que até se exaltou, sem saber que a aprovação na comissão não torna o projeto lei, só o qualifica para ser avaliado em duas outras comissões antes de ser analisado no plenário da câmara, ou seja, resta esperança.

Nós do Pirulito de Banana resolvemos dar uma investigada, e para a alegria de uns e tristeza de outros, constatamos: a cura gay existe e o próprio Feliciano é resultado dessa terapia. Confira o tratamento que, em dez passos, promete devolver sua heterossexualidade e garantir uma enorme prole de netos para sua mãe.

marco feliciano, vanessão, cura gay

1. Deletando as divas do pop da playlist e esquecendo suas coreografias.

O primeiro passo rumo ao heterossexualismo conciste em fazer uma limpa em seu tablet, celular, mp3 e notebook. Nessa limpeza você deverá excluir todas as músicas de cantoras do pop internacional. Toda e qualquer cantora que você conheça e a chame de diva deverá ser excluída. Além de evitar ouvir essas músicas, você deve parar de assistir seus clipes, que podem conter corpos masculinos malhados que incentivam a promiscuidade. Você também não é uma gazela bailarina, portanto nada de decorar e fazer as coreografias dos singles. No lugar escute sertanejo, rock pesado, samba e um bom pagodinho, músicas ideais para conquistar uma pirigueti.

girl gone wild

2. Fale sempre no MASCULINO.

É muito comum nesse meio da promiscuidade os homens tratarem seus amigos passivos no feminino. Assumir sua masculinidade é algo que começa nas pequenas coisas, por isso, a partir de agora toda vez que você se referir a você e a outras pessoas que possuam um pênis utilize artigos e palavras no gênero masculino. Feminino agora só para quem tem a coisa que você mais gosta: ppka!

3. Evite alimentos com formatos sugestivos.

Na metade do tratamento, podem surgir crises de abstinências fortíssimas. Nessa fase evite o contato com alimentos como pepino, mandioca, cenoura, nabo e banana. O formato desses alimentos pode lembrar um pênis, e num ato de loucura causado pela crise você pode querer ingerir esses alimentos pelo buraco errado.

pepino no cu

4. Diga oi ao invés de olá.

Um homem jamais cumprimenta um brother com olá, pois soa muito feminino. Passe a utilizar dae, firmeza, tamo junto, oi em ocasiões mais formais, mas nunca solte um olá seguido de um sorrisinho oferecido.

5. Adote uma rotina de atleta.

Homem que é homem é másculo. Praticar esportes é bom para manter a mente longe de recaídas, além de lhe dar uma aparência mais masculina, reforçar tua pegada e diminuir seus traços delicados. Lembre-se: estão PROIBIDOS esportes que envolvam vestiários, volei ou que possuam um nome que lembre a viadagem como spinning, power jump, cooper e pilates. UFC também não é recomendado pois, as posições da luta são as mesmas do kama sutra gay, na dúvida puxe ferro e jogue um futeba. Só lembrando que roupa de academia é camiseta velha e shortão mostrando o volume da jeba, nada de lycra coladinha e tecido antitranspirante.

gay-gym

6. Trate seu lado espiritual.

Parte do processo de cura gay se dá também na vida espiritual das pessoas. Macumbaria, dispachos, inveja e maldições podem ter recaído sobre tua vida e é por isso que agora você está andando com uma pomba gira na cabeça. Participe de sessões de descarrego, cultos evangélicos e ore bastante para que sua vida seja liberta.

7. Mude seu guarda roupa.

Jogue fora calcinhas, camisas de gola V, roupas de marcas famosas, fashionistas e tendências internacionais. Hétero só usa uma roupa de gay/tendência depois de dois anos de lançamento. Use roupas largas, calças jeans, camisetas com borda de suor no suvaco (axila só gay e mulher que têm). Esqueça as combinações, os looks do dia e as revistas de como um homem deve se vestir. Cores claras ou berrantes também estão proibidas.

Jaqueta de couro

8. Abandone as buatchys.

Homem que é homem não vai pra buatchy, não sai para dançar, nem para curtir uma diva. A partir de agora você vai pra balada ou pra night para dar um cutuco nas minas e rever os parcero. Samba, pagodão e um bom sertanejo pra dançar roçando nas novinhas estão liberados. Beber drinks com os amigos está proibido, mas tomar uma breja com os parça está liberado.

9. Inicie um namoro com uma lésbica masculina.

Namorar uma lésbica masculina vai ajudá-lo no processo de transição de deixar de gostar de homens e passar a gostar de mulheres. A lésbica masculina parece um homem, só que tem periquita. Isso faz com que você se acostume com a presença de vaginas e seios na relação sexual. Caso você não encontre uma lésbica em processo de cura para namorar e um ajudar o outro, utilize o método 5 contra uma: inicie com cinco homens e uma mulher na cama, a cada encontro tire um homem até que sobre você e ela na fornicação.

19mmar2013---thammy-miranda-posa-para-a-revista-joyce-pascowitch-1363703386789_300x420

10. Se torne um pastor midiático e se candidate a deputado federal pelo PSC.

Se você conseguiu seguir os passos anteriores, já pode comemorar e sair pelo mundo dando o seu testemunho sobre o tratamento. Entre para uma igreja evangélica, tenha um programa de bençãos na televisão, filie-se ao PSC e, se tudo der certo, você poderá ser o sucessor do nosso querido e amado Marquinhos.

A cura gay é possível, basta querer. Marque uma festa de arromba para fazer sua despedida da vida de promiscuidade e venha se tratar. Se os médicos e psicólogos atestarem que seu estágio da doença está avançado e não tem reversão, daremos todo o apoio jurídico para que você consiga sua aposentadoria por invalidez no INSS.

Um super BjoMeChupa,

@PirulitodBanana

LEIA TAMBÉM:

CINEMA E O DIREITO DAS MINORIAS

9 “SINTOMAS” GAYS

E ESSA TAL DITADURA GAY?

FELICIANO, MALAFAIA, JOELMA E MUITO AMOR.

Comentários em: "Os 10 passos para a cura gay!" (6)

  1. Evander Mello disse:

    Curti demais isso vei. Não sou gay, claro que não, mas quem já devia de ir começando esse tratamento.

  2. Fernanda disse:

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk, cara deeeemais!! A abordagem irônica ficou show

  3. Carlos disse:

    Sensacional. O marquinhos usa gel no cabelo, se veste todo afetado e cheio de trejeitos, sabem por que? Ele vai virar uma biba e depois se curar para provar que está certo, e vocês todos vão ter de aceitar que a cura é possível!!!!! kkkkkkkkkkkkkk

  4. Carlos disse:

    Pensando bem, acho que ele já virou, e acho que não vai conseguir se curar não…

  5. que tal o Feliciano criar os dez passos para politico deixar de ser sem vergonha

  6. […] a cura gay existe, já que Feliciano é o resultado dessa terapia, segundo o pessoal da Pirulito de Banana, que criou um cronograma que é batata: devolve a heterossexualidade a quem quer se […]

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Nuvem de tags

%d blogueiros gostam disto: