Posts marcados ‘gays’

Cinema e o direito das minorias!

Mas de novo falando sobre ~aquela gente que ama gente do mesmo sexo~? Sim, de novo estamos falando sobre ~essa gente~ afinal, nosso blog busca o bem estar e na nossa concepção é impossível se sentir bem sabendo que tem gente que não tem direito de amar livremente, gente que sofre preconceito, e todo aquele mimimi sobre igualdade que todo mundo conhece, mas que ninguém põem em prática.

Na última semana o CNJ sancionou que o casamento homoafetivo poderá ser celebrado em todos os cartórios do território brasileiro, mais uma vitória e mais uma passo para uma sociedade menos politicamente correta e babaca e à possibilidade de todo cidadão, independente da forma de seu amor, estar protegido pela Justiça.

Nós do PB vamos comemorar com um leve tapinha na cara dos preconceituosos mostrando figurões e ícones do cinema que assumiram o arco-íris interno e foram as telonas defender e representar a causa. Abaixo fizemos uma lista com 35 atores e atrizes que interpretaram gays, lésbicas, transformistas, transexuais… Enfim, a alegria toda está aqui! Pegue sua bandeirinha, o CD da sua diva, a caneta e o papel e já comece a fazer a listinha para o final de semana:

1. Antonio Banderas, “Filadélfia”

2. Tom Hanks, “Filadélfia”

3. Will Smith, “Seis Graus de Separação”

4. Leonardo DiCaprio, “Eclipse de Uma Paixão”

5. Robin Williams, “A Gaiola das Loucas”

6. Jonathan Rhys Meyers, “Velvet Goldmine”

velvetgoldmine

7. Ewan McGregor, “Velvet Goldmine” / “O Golpista do Ano”

8. Jim Carrey, “O Golpista do Ano”

9. Ed Harris, “A Horas”

10. Meryl Streep, “As Horas”

AS HORAS

11. Julianne Moore, “Minhas Mães e Meu Pai” / “As Horas”

12. Annette Bening, “Minhas Mães e Meu Pai”

MINHAS MÃES E MEU PAI

13. Bradley Cooper, “Idas e Vindas do Amor”

14. Eric Dane, “Indas e Vindas do Amor”

15. Jake Gyllenhaal, “O Segredo de Brokeback Mountain”

16. Heath Ledger, “O Segredo de Brokeback Mountain”

03+O+SEGREDO+DE+BROKEBACK+MOUNTAIN

17. Joseph Gordon-Levitt, “Mysterious Skin”

18. James Franco, “Milk”

19. Emile Hirsch, “Milk”

20. Sean Penn, “Milk”

21. Guy Pearce, “Priscilla, Rainha do Deserto”

PRISCILLA RAINHA DO DESERTO (2)

22. Colin Firth, “Direito de Amar”

23. Sacha Baron Cohen, “Bruno”

24. Rooney Mara, “Os Homens que Não Amavam as Mulheres”

25. Ben Foster, “Kill Your Darlings”

26. Daniel Radcliffe, “Kill Your Darlings”

KILL YOUR DARLINGS

27. Rodrigo Santoro, “Carandiru”

28. Jared Leto, “Alexandre, O Grande”

29. Christina Ricci, “Monster”

30. Charlize Theron, “Monster”

monster-2004

31. Eraz Miller, “As Vantagens de Ser Invisível”

AS VANTAGENS DE SER INVISIVEL

32. Daniel de Oliveira, “Cazuza”

CAZUZA 2

33. Lazaro Ramos, “Madame Satã”

34. Stanley Tucci Jr., “O Diabo Veste Prada”

35. Hilary Swank, “Meninos Não Choram”

FILM 'BOYS DON'T CRY' DIRECTED BY KIMBERLY PEIRCE

Galera, o post estava combinado para acabar aqui, mas hoje eu assisti à um vídeo de um menino de 12 anos que reclama do bullying que está sofrendo na escola, por ACHAREM que ele é gay, sendo que o próprio nem se considera. Os boatos correm, porque Theo Chen tem um canal de vídeos musicas no YouTube o que, para a maioria dos bullies,  é o necessário para já julgarem a criança, que até se sente perturbada e confusa com o assunto. Theo defende ser apenas uma criança, o que é fato, então ele nem poderia saber se é ou não gay, e por ser criança as pessoas deveriam respeita-lo mais.

O Brasil avançou um passo em direção à democratização de direitos igualitários, a Justiça está aos poucos se adaptando às demandas da sociedade, mas o que ainda nos falta (e muito) é respeito. Respeito pelo homossexual, respeito à mãe que não quer dizer ao seu filho de 5 anos o que é ser gay, já que tem o direito de preservar a criança até a hora certa (entendam que não é colocar a criança numa bolha, mas sim esperar a maturidade necessária para conversar sobre certas coisas). Respeito ao amigo hetero que conversa numa boa e não te desrespeita, mas também não é obrigado a ir a uma balada gay com você. Respeito ao amor de duas pessoas que decidiram ser corajosas e assumir seu “amor proibido” ao mundo. Respeito pelos seus familiares e ao pensamento antiquado deles (tente entender que a sociedade de sua avó era diferente da de hoje, não a faça engolir sua ideia já que você não consegue engolir a dela). Respeito à “dor” dos seus pais, que não deixaram de te amar, mas pense que quando você nasceu, eles planejaram toda um vida pra você. Respeito a decisão do seu filho(a) que optou por amar alguém do mesmo sexo, mas isso não modifica o caráter dele(a). Respeito pelo pensamento alheio, pois só porque o que você acaba de escutar (ou ler) não lhe convém ou não lhe agrada, que deixa de ser verídico.

Enfim gente linda, nós votamos e esperamos por um mundo com mais respeito, pois só assim que conseguiremos alcançar algo. Não será com brigas e discussões mal embasadas que avançaremos. Antes de criticar qualquer assunto de qualquer natureza, tente entender o porquê daquilo, o que motivou aquela pessoa, se coloque no lugar dela e veja como seria. As pessoas ao seu redor agradecem e nossas crianças que herdarão tudo isso, também.

Beijos e vamos tentar praticar mais respeito, que tal?

Campanha PB: se você já sofreu ou sofre algum tipo de desrespeito (pode ser homossexual, doméstico, machista, feminista…) conte-nos a sua história e vamos todos tentar pensar numa saída pra isso!

Por Isabella Alves!

tumblr_m2y3xmXhFT1qm09tc

Nuvem de tags

%d blogueiros gostam disto: