Posts marcados ‘preconceito’

Tapa na cara: O estupro do BBB e a reação popular!

Hoje damos início a série de novidades que preparamos para o blog em 2012, e a primeira delas é a estréia da coluna: Tapa na Cara! A ideia é debater pautas polêmicas que fazem parte de nossas vidas e de dar um tapa na cara desse povo acomodado, e para nossa estréia um clichê de janeiro: vamos falar de BBB!

estupro bbb

Não estou aqui para defender ou atacar o programa, mas se tem uma coisa que temos que reconhecer é a capacidade que o BBB tem de revelar os valores da sociedade brasileira e talvez seja esse o grande problema do programa, muitos não conseguem admitir que vivemos numa sociedade baseada na hipocrisia, que se diz moderna e acolhedora, mas que na verdade gosta mesmo é de julgar, ser machista, de rotular e de apontar o erro do outro.

E como exemplo disso, podemos utilizar o caso, ou suposto caso, de estupro dentro do programa para exemplificar dois comportamentos de nossa sociedade amável: a desvalorização da mulher e o complexo de coitadinho.

Logo depois do ocorrido, multiplicaram-se os posts na internet pedindo a expulsão do rapaz e denunciando o abuso, mas ao ler esses artigos nos deparamos com uma série de comentários que colocavam a culpa do ocorrido na própria moça. Nos comentários, e muitos deles feitos por mulheres, podíamos ler ataques do tipo: “vagabunda, provocou e agora tem que aguentar”, “ninguém mandou provocar, afinal ele é homem”. Ou seja, na visão machista de nossa sociedade uma mulher bonita deveria usar burca e se ela for na balada que não dance e fique bem quietinha, pois se provocar merece mesmo levar vara na periquita. Depois Rafinha Bastos que era um canalha por querer comer a Wanessa com bebê e tudo. Para o brasileiro, mulher que dança, bebe e usa roupa curta é vagabunda e ponto final. Se ela foi abusada é porque estava procurando, ou se ela fez porque quis, como a Tessália fez em edições passadas, é vagabunda declarada.

Ou seja, na hora de apontar o erro do outro, viramos especialistas: fulano é mal pois faz panelinha para levar vantagem, guria é vagabunda pois mostra a bunda, o vizinho é frouxo e por isso tem problemas em casa, e assim viramos um país campeão em indicar as falhas e os defeitos dos outros, como se isso fosse esconder a nossa própria podridão, os nossos próprios defeitos e as nossas ações que geralmente, são as mesmas que estamos atacando.

O segundo fato que o ocorrido trouxe a tona, é o complexo de coitadinho. Após a expulsão do rapaz, choveram comentários do tipo “só expulsaram ele pois era afrodescendente, se fosse o Jonas loirinho não fariam nada”. E com esse ‘bla bla bla’ exigimos um tratamento diferenciado como se o ato da pessoa fosse simplesmente descartável, usamos do complexo de coitadinho para tentar justificar nossos erros e deixarmos de lado a responsabilidade por nossos atos. É comum encontrar pessoas que adoram se fazer de vítimas, usando a cor, a orientação sexual, o peso ou o gênero como muletas para tudo. Ora, preconceito existe, não vou negar, mas o pior preconceito é aquele que está interiorizado nas pessoas que acham que tudo gira em torno do seu estereótipo e que elas não fazem nada, nadinha para merecerem os atos que recaem sobre as suas vidas. Pessoas são boas e más e devem arcar com as consequências disso, não é por que é gay e sofre homofobia que deve ter sua culpa relevada e por aí vai. Errou, seja homem e assuma. Vamos fazer com que a nossa luta seja sempre pela justiça que vai punir o infrator independente da classe, cor, beleza ou qualquer outro fator. Se a Maria fez mal para o João, não é justo que o João desconte na Estela. Menos rótulos e mais justiça, é disso que o povo precisa.

E vocês, concordam com os pontos levantados? Discordam? O debate de ideias começou e por isso comente, compartilhe, me elogie ou me critique, vamos juntos construir conhecimento!

Um super BjoMeChupa,

@pirulitodbanana

Anúncios

SAC do Pirulito: Sou da diversidade e daí?!?

Na semana do Pirulito de Banana compartilho com vocês um email que recebi de uma seguidora e que me deixou muito emocionado e feliz. Confiram:

Depoimento de como você ajudou a mudar a minha vida!

Olá Pirulito lindo!
Bom, vim pra contar um pouquinho da minha história e da sua participação nela. ^^
Sempre fui assim uma pessoinha calada.. e sempre senti uma coisa boa por meninos e meninas, mas nunca pude realmente falar sobre isso com meus pais. Não que eles fossem repressores, é que acho que bissexualidade não passava pela cabeça deles. O tempo foi passando e eu sempre tendo que me controlar em relação aos meus desejos (porque eu gostava de ser o que os outros queriam que eu fosse, sabe?!) mas sempre com aquela ponta de pensamento:’ Se eu sou hétero, pq gosto de ver meninas nuas?’ hehehehe Foi indo até que comecei a sair mt com um primo gay meu e a gente ia pra caramba em boites gays (adoro, é um ótimo!) e sempre aparecia uma oportunidade de ficar com uma garota.. mas a besta aqui sempre dizia não e deixava a mentira e o preconceito vencerem. Até que no ano passado eu me cansei de vez de me repreender e assumi pra mim mesma quem eu era. Foi o primeiro passo.(Aos 22 anos mas antes tarde do que nunca.. hehe)
Aí fiz um twitter.. o tempo passou e passou.. até que te add e comecei a gostar demais dos seus updates. Um dia,do nada vi seu formspring.me e vc tinha respondido uma pergunta sobre se vc era gay ou bi. Vc foi tão natural e feliz na resposta que foi como um aceno pra mim, tipo :”Ei, eu preciso ser eu mesma.. quero aproveitar a vida, porque não estou cometendo crime nenhum!” E eu como sempre gostei do teu jeito, algo legal foi me pressionando a me assumir de verdade. Aí ontem, depois de um momento ‘conversa de pais e filhos’ resolvi abrir o jogo com a minha mãe. Ela ficou assim mais curiosa do que assustada (eu é que fiquei assustada com ela curiosa.. hehe) e foi bom. Ela claro, tem seu jeitinho de mineira conservadora mas me apoiou e tudo! Estou realmente me sentindo livre pra ser eu mesma e pra viver realmente uma vida plena.
Por isso pirulito lindo, eu lhe devo mt. Suas palavras e seu jeito tão especial me mostraram que devo ser quem eu realmente sou. O teu perfil pra mim é mais do que um espaço para conversar e divertir, é como ver um amigo que foi o único apoio de verdade num momento decisivo.
Te desejo tudo que há de melhor do mundo, porque pra alguém tão especial como vc, coisas boas não são o suficiente, vc merece mt mt mt mais! Que vc tenha uma ótima semana e que outras pessoas possam ter a grande oportunidade de se inspirar em vc!
#bjomechupa (hehea athoron!) ateh, pirulito querido!
Confesso que sou bobo e meus olhos ainda enchem de água no final do email, afinal não temos noção do que estamos fazendo na vida das pessoas que nos acompanham na internet, e quando vemos que ajudamos é ótimo.
Ninguém pode fugir da sua natureza, só se agrada os outros quando antes de tudo se agrada a si mesmo. “Ame sem ter vergonha de amar, seja sem ter vergonha de ser!”
Um super BjoMeChupa a todos,
P.s.: Envie sua dúvida, aflição, problema…para pirulitodebanana@gmail.com e participe do SAC!

Nuvem de tags

%d blogueiros gostam disto: