Posts marcados ‘sair do armário’

SAC do Pirulito: Meu negócio é bacurinha, e agora?

O Pirulito volta a ajudar seus seguidores aflitos através do ‘SAC do Pirulito’. Vamos conhecer a história da Eliza.

Eu sou lésbica, e minha meus pais estão prestes a me expulsar de casa por conta disso. E o pior é que a minha mãe e a mãe da minha namorada mantém contado direto e combinam sempre de ‘ pegar a gente no flagra ‘. Nós nos amamos muito, e eu não vo dexar ela por nada. Tenho 16 anos, e ela 17. Pretendo fugir com ela quando completar 18 anos, o problema é que eu não aguento mais essa desconfiança aqui em casa, porque tipo, as coisas nuncam ficam bem. Minha mãe sabe que eu ainda tenho contado com ela, eu tenho que fingir que não tenho, e ela fica só na desconfiança. Fica um clima horrivel, e me atrapalha muito pscologicamente, pq no geral eu nunca tive um bom relacionamento com minha mãe. A gente sempre se vê, e se fala todos os dias.  Mais minha mãe já me disse que ia me abandonar como filha, que ia me expulsar de casa, que eu era uma vergonha, que eu ainda ai matar ela, e efim, esse tipo de coisa sabe.
Outra coisa, é que eu nem sei ao certo se eu realmente sou lesbica. Pq tipo, eu não sinto atração por meninas e nem por meninos, sinto atração só pela a minha namorada sabe. Eu não sou masculina sabe, sou normal, como qualquer outra mulher.
mais enfim, quero fica com ela, e vo ficar. mais queria que ao menos minha mãe tentasse ou engolisse a ideia. Espero tua ajuda, beeijos :*

lesbicasAcho que o melhor é dividirmos o seu problema em dois, o primeiro é a relação com sua família, o segundo com a sua sexualidade. Vamos as dicas do Pirulito:

Sexualidade

Nas meninas é super normal surgir a dúvida: não sei se sou lésbica ou bi, acho que não sinto tesão por ninguém e só por minha namorada. No caso dos garotos isso é fácil de se descobrir, em se tratando de desejo se curtiu o pinto sobe e ponto final. Agora nas meninas, o processo de identificação é mais complicado, os desejos e as áreas do corpo “ativadas” nessa hora não são simples de se identificar. São várias regiões que podem ser acionadas na hora do tesão, outro ponto que pode dificulta é que menina é mais acostumada com o afeto, com o abraço e o toque carinho com outras meninas, é super normal amigas dormirem juntas, passarem o dia inteiro juntas, dizerem eu te amo umas pras outras e tals. Por isso, o processo de identificação da sua sexualidade pode ser mais complicado, e enquanto ele não estiver esclarecido dentro de sua cabeça será complicado para você explicá-lo para os outros. Faça uma viagem para dentro de você, compare o que sentia com seus namorados e com suas namoradas, pense no futuro: como você se vê: ao lado de uma mulher? ao lado de um homem? Procure se conhecer melhor, se descubra! Outra coisa: lésbica é normal e é mulher. Não precisa ter estilo de homem para ser lésbica, isso são rótulos que espalharam por aí e que só disseminam o preconceito.

 

Família


Já que eles descobriram, não caia na besteira de fingir que isso foi só uma fase e que agora você já sabe que teu negócio é pica. Não adianta chorar pelo leite derramado, o que se tem que fazer é buscar alternativas de convivência. Fungir de casa não é a solução dos seus problemas, mas sim o começo de outros bem piores, a não ser que você já saiba exatamente como vai sobreviver. O ideal é que você se aproxime das pessoas com quem você tinha uma relação melhor: com quem você se dava bem antes? pai? irmãos? tios/primas? Essas pessoas tendem a aceitá-la melhor e é com elas que você pode recomeçar a se aproximar de sua familia, se a relação com sua mãe já era tensa antes, melhor deixá-la por último. Assim, você vai criando uma “rede” com as pessoas que te aceitam e a convivência vai melhorando. Pode ser que, o máximo que você consiga é a indiferença: as pessoas passam a ignorar o fato de você ser lésbica, não falando do assunto ou fingindo desconhecer, bom, mas isso já é bem melhor do que a recriminação.

E aí, alguém tem mais alguma dica para sugerir para a Eliza? Deixem sua opinião comentando esse post. E se precisarem de ajuda mandem suas dúvidas para o SAC do Pirulito: pirulitodebanana@gmail.com.

Um super BjoMeChupa,

@Pirulitodbanana

Anúncios

SAC do Pirulito: Minha mãe não entende que sou gay com jeito de hetero!

Contar para os pais que é gay é sempre um problema, pois mais abertos que eles sejam. Cada família tem uma reação diferente diante disso, e hoje vamos tentar ajudar nosso seguidor Guilherme:

Boa tarde, meu nome é Guilherme e venho por meio deste desabafar. Sei que aqui ninguém é psicólogo, mais gostaria de expor minha situação no blog e pedir sua ajuda. Bom a um ano eu descobri que gostava de meninos e comecei a aceitar esta ideia com menos preconceito, até porque a pior parte da homossexualidade é se auto-assumir , nunca tive problemas na minha família em relação a isto.
A pouco tempo fui selecionado por uma agência para ser modelo e venho me esforçando para ser um bom modelo. Devida a minha rotina corrida resolvi assumir para minha sexualidade para minha mãe que muito amo embora não more com ela.
Segue diálogo:

Eu- Mãe como estou prestes a ir para SP por causa da agência queria lhe contar algo.
Mãe- Pode falar meu filho.
Eu – Eu descobri recentemente que gosto de ficar com Meninos.
Mãe- Que isto??? Isso é normal na tua idade, Você já fez sexo com Homem???
Eu- Sim, a 6 meses venho mantendo relações sexuais com homem.
Mãe- Mais você faz papel de Mulher???
Eu- Não, não mãe.. Ninguém faz papel de mulher, um é ativo e o outro é passivo.
Mãe – E você é o quê???
Eu -Sempre preferir ser ativo, não tenho vontade de ser passivo e sou feliz sendo ativo (momento tenso).
Mãe- Então você está com safadeza, toma vergonha nesta cara e vai casar uma menina para você fazer sexo… Você nunca foi afeminado, nunca gostou de boneca..sempre fez coisas de meninos.. Como vem me dizer que é gay…
Eu- Mais mãe eu gosto de fazer sexo, de Beija e sempre me apaixono por garotos e não garotas.. isso faz de mim gay.
Mãe- Claro que não!!! Se você fosse gay ia querer fazer papel de mulher, não ia gostar de futebol e coisas de garotos… Você está é com safadeza com algum “viado”.
Eu- TISC, TISC, TISC…. Desisto eu fiz minha parte quanto filho, esteja a Senhora avisada!!!
E agora o que eu faço? Minha mãe não acredita em mim, já pensou e todo homossexual fosse passivo? O que faz uma pessoa de alto nível acadêmico, ter uma visão tão arcaica? Minha mãe acha que tudo é culpa da agência e fica me enchendo o saco!!! Minha avó entende e ela não…. O que devo fazer??? Muito obrigado por me ouvir!

Quando você pensa que já viu de tudo nessa vida, vem uma mãe com uma ideia dessas. Saiba Gui, que esse pensamento da sua mãe já foi bastante comum em nossa sociedade. Já houve um tempo em que os ativos eram heteros que faziam “safadezas” de vez em quando. Outro ponto que reforça a visão da sua mãe é a exploração da imagem do afemininado que a televisão faz nos programas de “humor”, realities show, novelas, entre outros, é raro um gay com jeito de homem ser exibido nesses programas.

As pessoas precisam entender que a sexualidade nada tem a ver com o estereótipo de que todo gay é feminino ou toda lésbica é masculina. Você pode ter jeito, voz e atitudes que lembrem um hetero e ser gay sem nenhum problema. Nas conversas com sua mãe procure enfatizar o fato de que você só sente atrações por homens e que isso começou antes da agência, fale que nem todo passivo é feminino e que ser gay não é opção e sim orientação sexual, de nada vai adiantar você casar com uma mulher, pois teu negócio é neca. Mostre que há gays fazendo direito, medicina, engenharia, praticando esportes e todos eles não parecem “meninas”. E já que sua avó o apóia, peça que ela entre na conversa também. Aos poucos sua mãe perceberá que o esse ponto de vista que ela tem é limitado.

E vocês, o que acham desta situação? Deixe seu comentário sobre o assunto para que possamos ajudar mais um seguidor em apuros. Se você também precisa da ajuda do Pirulito mande sua história para: pirulitodebanana@gmail.com.

Um super BjoMeChupa,

@PirulitodBanana

SAC do Pirulito: Seus pais descobriram e ela pediu um tempo!

O Serviço de Atendimento ao Chupador volta para ajudar um seguidor em desespero. Desta vez, vamos ajudar a Thaís, confiram a história dela:

entao..
pra começar eu quero agradecer!!
enfim, tudo começou ano passado qdo eu vim pro colégio interno e conheci uma garota, e a gente virou muito amiga, e ela namorou e eu SEMPRE estava lá pra ajudar em tudo, todas as vezes que ela quebrava a cara, la estava eu pra consolar…
e o ano acabou, e continuamos com contato, ela mora no MT e eu em SP.
enfim, 2010 começou, a gente com aquela saudade toda, alias a gente sempre foi melhor amiga, e tudo feliz. a mae dela ficou uma semana aqui depois que começaram as aulas. e tipo, depois que a mae dela voltou pro MT, começaram a mudar as coisas entre a gente, a gente começou a se atrair, nao mais como amigas, mas nos tratavamos agora como “namoradas” mas nao beijavamos, diziamos que quando houvesse beijo, o “namoro” abacava, mas sempre naquela brincadeira… passou uma tempo e no dia 11 de abril, a gente se beijou, e como a gente ja se sentia muito atraida, nao dava pra negar mais nada, o sentimento realmente existia. resolvemos assumir isso, e no dia 12 eu a pedi em namoro e ela aceitou. bom, namoramos, fizemos um mes de namoro, e.. era tudo perfeito, eu me entreguei completamente, como nunca, e acredito que ela tbem. detalhe eu sou lesbica assumida pra minha mae ela era HT. bom, a mae dela foi desconfiando de que estava acontecendo alguma coisa, e “mandou” investigarem, e acabou que teve um recesso aqui onde estudo de 1 semana, ela foi pra casa, eu tb, e ela deixou o pc dela ligado e a irma dela leu todas as nossas conversas, e mostrou pra mae dela que a tirou ela do colegio. bom, eu fiquei muito triste, estou começando a me recuperar agora, que passou um bom tempo, e a gente sempre se falava, sempre, mas agora ela esta me dizendo que precisa pensar, precisa colocar as coisas no lugar. ela diz que me ama, eu a amo muito, pretendo ano que vem comprar um ap com um dinheiro da pensao do meu pai. e entao vou morar sozinha. ela é mais nova e vai ainda morar no MT, falei pra ela que eu vou esperar ela aconteça o que for. mas eu estou com medo. pois ela toma certeas decisoes pelos outros. a mae dela me odeia, a irma dela tb, as unicas pessoas que gostam de mim na vida dela sao a vo e o irmao dela. queria sua ajuda, pque ela falou que quer que eu de um tempo, nao a procure tnto assim.
o que devo fazer?? desculpa te meter em uma coisa que voc nao deve estar ligando, mas vou agradecer MUITO se vc me ajudar.
Valew. Boa Noite. e eu realmente sou sua fã no twitter
#BjoMeChupa

Para começar não precisa se desculpar por nada, se tem alguém da Família Pirulito precisando de ajuda é nosso dever entrar em ação. E não precisa agradecer, pode ser que minhas palavras não te ajudem em nada, só façam você refletir um pouco mais sobre o que está acontecendo.

Eu simplesmente daria um tiro na cabeça da pessoa que sugerisse isso que vou falar, se eu estivesse no seu lugar, mas vou arriscar: Dê o tempo que ela precisa. Assumir a homosexualidade para si próprio já é um grande problema para alguns, imagine assumir para a família. E a dela descobriu da pior maneira possível, pela intromissão. Provavelmente sua namorada poderia nem estar pensando em contar para a mãe e de repente isso se transformou num grande furacão. Agora ela tem que lidar com a aceitação e desconfiança da família, com a adaptação ao novo colégio e com a distância entre vocês. Neste momento, ela precisa de você, do seu amor e da sua compreensão. Exigir que tudo continue como era vai precioná-la e pode complicar as coisas. O amor de vocês irá superar tudo isso e se fortalecer. O melhor que se tem a fazer nesse momento é oferecer o ombro de melhor amiga que você dava e ajudá-la a segurar as pontas para colocar a vida em ordem.

Espero que as coisas se resolvam o mais rápido possível e que logo vocês possam rir lembrando de tudo o que aconteceu.

E vocês? Como agiriam nessa situação? Deixe seu comentário.

Um super BjoMeChupa,

@PirulitodBanana

Se você também precisa da ajuda do nosso SAC envie sua história para pirulitodebanana@gmail.com!

Nuvem de tags

%d blogueiros gostam disto: